segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Efeito Borboleta!!!!

" O simples bater de asas de uma borboleta ,
pode causar um tufão do outro lado do mundo"

(Edward N. Lorenz)



Dia de aniversário... Adoooooro!!!
Tem gente que fica meio prá baixo, tem gente que quer sumir, tem gente que fica revoltada...
Eu não. Desde pequena, sempre achei este o dia mais mágico do ano...
Tendo em vista que, a partir do momento em que  nascemos, temos duas opções, ou fazemos aniversário, ou...
Como não comemorar, agradecer, e pedir mais um montão de datas como esta????????? 
Desde que me entendo por gente, lembro de sentir neste dia, como se ele tivesse sido feito especialmente para mim, e andar de peito estufado, esperando que o mundo me desse os meus  merecidos Parabéns...
Adoro ser lembrada por aqueles que amo, considero e admiro.
Cada telefonema, e-mail, e-card, SMS,  recadinhos no orkut, facebook etc... são uma gostosura. (Só não vale carro de som, vai!?)
E não vou mentir, adoro também os confetinhos recebidos,  daqueles que aproveitam a data para lembrar minhas qualidades...  hehehe
Lógico, em um dia como este, não dá para fugir de certas reflexões, restrospectivas e  pensamentos...
Há quem diga (e eu concordo) que a verdadeira "virada" se dá, não no dia 31 de dezembro, e sim no dia do nosso aniversário.
É ali que encerramos mais um ciclo, fechamos uma era e abrimos uma outra...
Acredito mesmo...
Pois bem, se eu tivesse que utilizar uma palavra para definir o espaço de tempo transcorrido entre o apagar das velinhas do ano passado, até os olhos fechados concentrados no pedido do dia de hoje, usaria CAOS!!!!
Não, isto não é resultado de um período de inferno astral dramático,  meu mundo não está caindo, e não estou a beira de um ataque, explico:
Palavras da Santa Wikipédia:
Teoria do Caos 
"Para a física e a matemática, é a teoria que explica o funcionamento de sistemas complexos e dinâmicos. 
(Está começando a entender???? hehe)
Em sistemas dinâmicos complexos, determinados resultados podem ser "instáveis" no que diz respeito à evolução temporal como função de seus parâmetros e variáveis.
Isso significa que certos resultados determinados são causados pela ação e a interação de elementos de forma praticamente aleatória. 
Para entender o que isso significa, basta pegar um exemplo na natureza, onde esses sistemas são comuns.
A formação de uma nuvem no céu, por exemplo, pode ser desencadeada e se desenvolver com base em centenas de fatores que podem ser o calor, o frio, a evaporação da água, os ventos, o clima e inúmeros outros fatores.
Além disso, mesmo que o número de fatores influenciando um determinado resultado seja pequeno, ainda assim a ocorrência do resultado esperado pode ser instável, desde que o sistema seja não-linear.
A conseqüência desta instabilidade dos resultados é que mesmo sistemas determinísticos (os quais tem resultados determinados por leis de evolução bem definidas) apresentem uma grande sensibilidade a perturbações e erros, o que leva a resultados que são, na prática, imprevisíveis ou aleatórios, ocorrendo ao acaso (...)
Pois, é exatamente isso que os matemáticos prevêem: o que as pessoas pensam ser acaso, na realidade, é um fenômeno que pode ser representado por equações. 
Os cálculos envolvendo a Teoria do Caos são utilizados para descrever e entender fenômenos meteorologicos, crescimento de populações, variações no mercado financeiro e movimentos de placas tectônicas, entre outros. 
Uma das mais conhecidas bases da teoria é a chamada "Teoria do Efeito Borboleta", de Edward Lorenz:
"- O bater de asas de uma simples borboleta pode  provocar um tufão do outro lado do mundo.""
...

Já disse Ortega y Gasset:
"Eu sou eu e minhas circunstâncias"
Assim, tendo este sido "O" ano onde, definitivamente (e mais do que nunca) em meu "sistema dinâmico complexo" palavras como questionar (e me auto questionar), pensar e repensar, definir e redefinir, afirmar e renovar, comandaram (e isso, em tese, já é o próprio caos) cada minuto vivido e toda experiência do acaso trazida com cada um deles, foi elemento aleatório constituinte desta eterna e instável construção do que sou, mas principalmente, converteu-se na renovação  da minha estrutura, convicção dos meus valores, minhas crenças e meus princípios...

E isto, assim como tudo mais na vida, é parte de um ciclo evolutivo maior, formado dia a dia, mês a mês, ano a ano... Sempre e sempre...
Coisa boa então,  em um dia especial como este, perceber que com todas minhas qualidades e defeitos, carrego com orgulho o nome que me foi dado, tenho a liberdade e felicidade de poder ser e ter uma vida transparente, e de norte à sul,  por este mundão afora,  ter cativado pessoas pela minha real essência.
Agradeço por tudo passado, intensamente vivido e aprendido; Pelo que me torno constantemente, por ser quem eu sou, e ter a quem tenho...
Minha Família, Meus Amigos, Meus Amores...
Obrigada por tudo...
Pois foi do bater de asas de cada borboleta que se fez o tufão do lado de dentro do mundo que hoje eu sou!